Como Tirar Espinhas e Acabar de Vez com Elas

0
As 10 Principais Causas de Espinhas e Como Tratar
As 10 Principais Causas de Espinhas e Como Tratar

 

Todos nós nos deparamos com uma espinha em algum momento da vida, porém algumas fases são muito mais propensas a elas. A condição também é conhecida como acne e afeta mais de 80% dos adolescentes, permanecendo na fase adulta de 3% dos homens e 12% das mulheres, segundo relatos do British Medical Journal.

No entanto, esse percentual parece estar maior, especialmente pelo aumento dos diagnósticos de doenças autoimunes, síndrome do intestino permeável ou alergias, por exemplo. Isso acontece porque os fatores hormonais também podem desempenhar um papel relevante para o surgimento das espinhas.

Para reverter esse quadro, abordaremos aqui como tirar espinhas e acabar de vez com elas. Se você sofre com o problema, continue sua leitura e descubra o que fazer para eliminar.

O que são espinhas?

Uma espinha é uma pequena protuberância avermelhada, branca ou com um tom mais escuro que forma uma lesão na pele. A região mais predisposta ao seu aparecimento é o rosto, porém as regiões do pescoço, peito, parte superior das costas e ombros são frequentemente afetados também. A acne pode causar cicatrizes e até mesmo sofrimento psicológico.

As espinhas se desenvolvem quando as glândulas sebáceas ficam entupidas e infectadas por bactérias, causando inchaço e lesões avermelhadas, cheias de pus no topo e logo abaixo da superfície da pele. Enquanto as lesões mais comuns causam pequenas protuberâncias que desaparecem em alguns dias, algumas deixam a pele inflamada, inchada, avermelhada e dolorida, o que pode causar cicatrizes.

Geralmente, as espinhas são classificadas como leve, moderada ou grave. A acne leve inclui protuberâncias sem a presença de inflamações, ou com focos inflamatórios leves. A acne com inflamação, nódulos ocasionais e cicatrizes leves é considerada moderada, mas aquelas com muitas lesões inflamadas, nódulos e cicatrizes são graves, especialmente se ainda estiverem presentes após seis meses de tratamento regular.

O segredo para minimizar as espinhas está em permitir que elas recebam o tempo de cicatrização necessário, para diminuir a inflamação, e iniciar um tratamento antes que ela se torne grave, evitando assim cicatrizes extensas que ficarão presentes para sempre.

O que causa espinhas?

Cada um dos poros presentes na pele é uma abertura para um folículo, que é constituído também por uma glândula sebácea, que libera um óleo que mantém sua pele lubrificada e macia. A acne pode surgir quando existe um ou mais problemas neste processo de lubrificação, ou seja, quando muito óleo é produzido pelos folículos ou quando células mortas ou bactérias se acumulam nos poros. Ter poros entupidos e incapazes de eliminar o excesso de óleo pode proporcionar o cenário adequado para o crescimento de bactérias, e o resultado é a espinha.

Fatores de risco para o desenvolvimento de espinhas

Embora existam crenças fortes de que chocolate ou batatas fritas contribuem para a acne, não existe um embasamento científico que sustente essas afirmações. No entanto, existem sim algumas condições que aumentam as chances de ter espinhas, como por exemplo:

  • Alguns medicamentos, especialmente as pílulas anticoncepcionais e corticosteroides;
  • Alterações hormonais causadas pela puberdade ou gravidez;
  • Alimentação que contém muitos açúcares ou carboidratos refinados;
  • Histórico familiar.

Além disso, as pessoas que passam pela puberdade se deparam com riscos relativamente maiores de desenvolver espinhas. Isso acontece porque durante a puberdade o seu corpo passa por mudanças hormonais muito drásticas que podem desencadear a produção de petróleo, uma substância que estimula consideravelmente a formação de acne. A boa notícia é que ela geralmente desaparece ou pelo menos minimiza na fase adulta, porém alguns adultos podem carregar o problema por muitos outros anos.

Como tirar espinhas e acabar de vez com elas?

Muitas pessoas recorrem a tratamentos convencionais para se livrar de espinhas, porém eles são constantemente associados a efeitos colaterais desagradáveis, como irritação da pele, ressecamento e outros.

Justamente para evitar resolver um problema e criar outro, muitas pessoas recorrem às alternativas mais naturais, e algumas delas são cientificamente comprovadas como capazes de ajudar. Confira as recomendações:

1. Certifique-se de usar apenas produtos livres de ingredientes que entopem os poros

Um dos segredos de como tirar espinhas e acabar de vez com elas é eliminar o uso de algumas substâncias. Por exemplo, o óleo mineral é um agente hidratante encontrado em diversos produtos, mas ele pode entupir os poros e estimular o surgimento de espinhas. Outra substância que deve ser retirada de suas rotinas de cuidados com a pele é o silicone, que está presente em muitos cosméticos, e assim como o óleo mineral tem a capacidade de obstruir os poros e provocar erupções que podem se transformar em cicatrizes.

Quando for comprar um produto para sua pele com acne, certifique-se de que ele esteja rotulado como não-comedogênico. Todos, desde um produto para limpar a pele até a sua maquiagem, devem ser não comedogênicos. Estes produtos foram especificamente formulados para não entupir seus poros, e quando você usa substâncias que não têm essa finalidade é muito provável que os poros continuem entupindo e as espinhas aparecendo.

2. Lave o rosto apenas duas vezes ao dia

O fato de a acne ser causada pelo excesso de oleosidade leva muitas pessoas a lavar o rosto diversas vezes por dia. Lavar o rosto duas vezes por dia é o suficiente – e adequado – para remover o excesso de sujeira e óleo da pele, pois a lavagem excessiva pode fazer com que a pele fique seca, o que costuma agravar as espinhas.

Você pode usar um produto específico para limpar a pele que seja não-comedogênico e fazer isso com água morna. Também vale aplicar um hidratante adequado após a limpeza para evitar que a pele fique muito seca.

3. Pare de esfregar o rosto com força

Se você acredita que esfregar a pele com força – seja com um pano, esfoliantes, buchas ou escovas de limpeza – vai promover uma limpeza mais profunda, pare de fazer isso. Quando você esfrega uma região que tem acne ativa, as bactérias são arrastadas de uma área específica para toda a pele, e essa prática pode piorar a acne existente e possivelmente até causar a sua disseminação, o que faz com que ela nunca seja eliminada.

Sendo assim, procure lavar e hidratar a pele usando movimentos suaves. Você pode usar produtos que contêm ingredientes que fecham os poros, como os alfa-hidroxiácidos e os ácidos glicólicos e lácticos. Dessa forma, você otimiza a limpeza e também evita a proliferação de bactérias.

4. Faça uma hidratação com Aloe Vera

Aloe vera é uma planta muito conhecida pela sua capacidade de acalmar a pele, e quando o assunto é acne, ela também demonstra potencial para tratar. Aloe Vera produz um gel, que quando é aplicado na pele, ajuda a eliminar as bactérias, reduzir a inflamação e promover a cicatrização das erupções.

As propriedades ativas de Aloe vera são: lupeol, ácido salicílico, azoto ureico, ácido cinamónico, fenóis e enxofre, capazes de inibir as bactérias que podem causar espinhas.

Um estudo que usou concentrações variáveis ​​de gel de Aloe Vera com uma loção de óleo de manjericão mostrou que quanto maior a concentração de Aloe Vera na loção, mais eficaz para reduzir as espinhas ele foi. Outro estudo descobriu que o uso de 50% de gel de Aloe Vera com creme de tretinoína (medicamento para acne derivado da vitamina A) foi relevantemente mais potente para eliminar as espinhas do que o creme de tretinoína sozinho.

O gel também pode ser usado sozinho, porém ele é mais eficaz é combinado com outros remédios ou medicamentos.

5. Lave o cabelo regularmente

O cabelo sujo pode conter um excesso de óleo, e esse pode se deslocar para a pele, piorando a acne. Lavar o cabelo frequentemente pode ajudar consideravelmente a eliminar as espinhas, especialmente aquelas perto da linha do cabelo.

Além disso, as substâncias presentes no shampoo, condicionador, modeladores, cremes de hidratação, sprays e outros podem penetrar em seus poros e deixá-los entupidos. Então, na hora de lavar e condicionar o cabelo no chuveiro, incline a cabeça para o lado para manter os produtos longe do rosto e de outras áreas propensas a acne e lave o rosto por último, pois dessa forma você poderá eliminar qualquer resíduo de produto nocivo para a sua pele.

6. Evite alguns tratamentos químicos sem recomendação médica

Alguns tratamentos específicos para minimizar a aparência da acne podem exercer o efeito contrário e agravar o problema. Usar excessivamente produtos tópicos como ácido salicílico, peróxido de benzoíla ou enxofre sem receita médica pode ressecar a pele, provocando uma oleosidade excessiva e consequentemente mais espinhas.

Os ingredientes ativos desses produtos também podem queimar levemente a camada superior da pele, deixando-a vermelha e sensível se você estiver usando com muita frequência.

Em vez de usar esses produtos, aplique um pouco de creme com 1% de hidrocortisona 1%, duas ou três vezes por dia. Ele será capaz de diminuir consideravelmente a inflamação e vermelhidão das espinhas.

É claro que você pode usar ainda outros tratamentos, mas não pode exagerar. Duas ou três vezes por semana pode funcionar, mas, se perceber que mesmo reduzindo a sua pele não está reagindo bem, use apenas o creme contendo hidrocortisona.

7. Não esprema as espinhas

Sim, é uma tentação espremer a espinha, especialmente se ela tiver com pus na ponta. Mas, definitivamente não é uma boa ideia. Além de aumentar as chances de causar uma cicatriz, quando você aperta, o óleo ou pus presente nos poros empurra as bactérias mais para o fundo, espalhando-as por debaixo da pele, e isso multiplica a quantidade de espinhas. Também pode causar protuberâncias elevadas de tecido cicatricial que nunca desaparecem.

Além de não espremer as espinhas, evite também tocar no rosto. Isso permite que as espinhas se curem sozinhas e deixa a pele livre de cicatrizes.

8. Alivie o estresse

Estresse aumenta o risco de doenças e também estimula o surgimento de acne. Normalmente, quando você está estressado, a sua pele produz hormônios do estresse, incluindo o cortisol, que pode estimular suas glândulas sebáceas a produzir testosterona, e isso aumenta a produção de petróleo, entupindo seus poros.

Para preservar a sua saúde e pele, procure realizar frequentemente atividades que ajudem a aliviar o estresse, isso impedirá que o corpo libere hormônios que causam o surgimento de espinhas.

9. Use óleo da árvore do chá

O óleo da árvore do chá é nativo da Austrália e extraído das folhas da árvore Melaleuca alternifólia. Ele é especialmente interessante para quem busca como tirar espinhas por causa de sua capacidade de combater bactérias e reduzir a inflamação da pele. O óleo da árvore do chá é apontado como eficaz para combater as bactérias P. acnes e S. epidermidis, conhecidas por causar espinhas.

Segundo um estudo, 5% de gel de óleo da árvore do chá era quatro vezes mais eficaz na redução de lesões de acne e quase seis vezes mais eficaz na redução da gravidade das espinhas. Outro estudo mostrou que o mesmo gel surtiu os mesmos efeitos para a redução de espinhas do que uma loção contendo 5% de peróxido de benzoíla, um medicamento comum para acne.

Além disso, usar óleo da árvore do chá traz menos efeitos colaterais como secura, irritação e queimação, causados comumente pelo peróxido de benzoíla.

Para usar, basta combinar uma parte do óleo com nove partes de água. Quando a mistura estiver pronta, mergulhe um cotonete e aplique diretamente na espinha e repita o processo uma a duas vezes por dia, até eliminar.

Vale reforçar que o óleo é muito potente, então é importante diluir com água ou com um óleo transportador, pois se for usado puro pode causar vermelhidão e irritação.

10. Aplique o chá verde na pele

O chá verde é ingerido por muitas pessoas que desejam obter os mais variados benefícios para a saúde, mas o que poucos sabem é que ele pode promover benefícios significativos para pele, quando é aplicado topicamente.

Para usufruir dessas vantagens, basta preparar o chá, deixar esfriar e aplicar na pele com uma bola de algodão ou borrifador e deixar agir por 10 minutos.

Realizar esse “ritual” por uma ou duas vezes ao dia é bom para quem busca como tirar espinhas e acabar de vez com elas, porque sua pele absorverá os flavonides e taninos presentes no chá verde, que são conhecidos por ajudar a combater a inflamação e bactérias que causam espinhas.

O chá também é rico no antioxidante epigalocatequina-3-galato, que tem demonstrado ajudar a combater a inflamação, reduzir a produção de sebo e inibir o crescimento de P. acnes em pessoas com pele propensa à acne.

Diversos estudos já evidenciaram que a aplicação de um extrato contendo uma concentração de 2 a 3% de chá verde na pele pessoas com acne diminuiu significativamente a produção de sebo e espinhas.

11. Tome um suplemento de zinco

O suplemento de zinco não é algo que funciona rapidamente, mas ele pode ajudar a curar a acne ao longo do tempo. O zinco é um mineral, e uma de suas funções é ajudar a cicatrizar feridas, o que pode ajudar a reduzir a inflamação. Justamente por ter esse efeito, ele tem sido estudado e indicado para quem busca como tirar espinhas.

Outro fator que favorece a suplementação com zinco é o fato de algumas pesquisas apontarem que pessoas com acne costumam ter níveis mais baixos de zinco no sangue.

Vários estudos foram feitos com o objetivo de evidenciar seus impactos na redução da acne, e eles descobriram que tomar entre 30 e 45 mg de zinco por dia pode reduzir significativamente as espinhas. Um desses estudos observou 48 pessoas com acne que tomaram suplementos de zinco três vezes ao dia por oito semanas. Os resultados mostraram que 38 participantes tiveram uma redução de 80 ou 100% das espinhas.

Na hora de comprar o zinco, procure um fabricante confiável e não tome mais do que 40 mg por dia, pois o excesso pode causar efeitos colaterais, incluindo dor de estômago e irritação intestinal.

12. Consuma levedura de cerveja

Ingerir uma cepa específica de levedura de cerveja chamada Saccharomyces cerevisiae Hansen CBS pode ajudar a diminuir as espinhas. A levedura de cerveja é uma boa fonte de vitaminas do complexo B, cromo, cobre, ferro e zinco, mas também tem efeitos antibacterianos capazes de tratar as espinhas.

Um estudo analisou a eficácia da levedura de cerveja para quem procura como tirar espinhas e descobriu que após cinco meses de consumo as espinhas foram eliminadas ou melhoraram consideravelmente em mais de 80% dos participantes. Além disso, a levedura de cerveja não tem efeitos colaterais, mas algumas pessoas relataram um aumento de gases leves, inchaço ou dores de cabeça depois da ingestão.

Tirar espinhas e acabar de vez com elas pode ser simples e fácil. No entanto, essas recomendações não isentam a necessidade de procurar um profissional especializado e entender exatamente quais dessas abordagens pode funcionar melhor e como tirar espinhas com resultados eficazes para o seu caso.

Referências adicionais:

  • https://cmr.asm.org/content/19/1/50.full
  • https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1529-8019.2010.01342.x
  • https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1389172300800389
  • https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1472-765X.1989.tb00255.x
  • https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2530145
  • https://jamanetwork.com/journals/jama/article-abstract/1106254
  • https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0962456203001413
  • https://draxe.com/how-to-get-rid-of-pimples/

Você procura como tirar espinhas para eliminar de vez esse problema? Sofre muito com essa condição frequentemente? Em que partes do corpo? Comente abaixo!

Emagrecer em casa! Perca 10kg sem ir a academia! Quer saber mais? Clique👇👇👇

http://bit.ly/Emagrecerate10kgem30dias